Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH)

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Números 24 a 27 (dia 36)

LIVRO DE NÚMEROS - CAPÍTULO 24

Desta vez Balaão viu que o SENHOR queria mesmo que ele abençoasse o povo de Israel.

Por isso não foi, como antes, procurar sinais para saber qual era a vontade de Deus. Pelo contrário, ele se virou para o deserto e viu o povo de Israel acampado tribo por tribo.

O Espírito de Deus tomou conta de Balaão, e ele fez esta profecia:

"Esta é a mensagem de Balaão, filho de Beor, são estas as palavras do homem que pode ver claramente e que pode ouvir o que Deus está dizendo. Eu caio, os meus olhos se abrem, e eu tenho uma visão do Deus Todo-Poderoso.

Como é bonito o acampamento do povo de Israel!
Como são belas as suas barracas!
Elas parecem filas de palmeiras, são como jardins na beira dos rios, como aloés plantados por Deus, o SENHOR, ou como cedros perto das águas.
Israel terá muita água para beber e para regar as suas sementeiras.
O seu rei será mais poderoso do que Agague, e o seu reino será famoso.
Deus tirou os israelitas do Egito e luta por eles como um touro selvagem.
Eles devoram as nações inimigas, quebram os ossos dos seus soldados e os matam com as suas flechas.
Israel é como um leão poderoso: quando está dormindo, ninguém tem coragem para acordá-lo.
Quem abençoar o povo de Israel será abençoado; e quem o amaldiçoar será amaldiçoado."

Aí Balaque ficou com muita raiva de Balaão.

Com uma das mãos deu um soco na outra em sinal de ódio e disse:
- Eu o chamei para amaldiçoar os meus inimigos, mas nestas três vezes você só os abençoou. Agora vá embora para a sua casa. Prometi pagar bem a você, porém o SENHOR Deus não está deixando que você receba o pagamento.

Então Balaão respondeu:
- Eu disse aos seus mensageiros que, mesmo que você me desse toda a sua prata e todo o seu ouro, eu não poderia desobedecer à ordem de Deus, o SENHOR. Eu disse que não faria nada por minha própria conta e somente diria aquilo que o SENHOR me ordenasse.

Balaão disse a Balaque:
- Agora vou voltar para o meu próprio povo; mas, antes de ir, quero avisá-lo do que os israelitas vão fazer com o seu povo no futuro.

Então ele fez esta profecia:

"Esta é a mensagem de Balaão, filho de Beor, são estas as palavras do homem que pode ver claramente, que pode ouvir o que Deus está dizendo e receber o conhecimento que vem do Altíssimo. Eu caio, os meus olhos se abrem, e eu tenho uma visão do Deus Todo-Poderoso.

Olho para o futuro e vejo o povo de Israel.
Um rei, como uma estrela brilhante, vai aparecer naquela nação; como um cometa ele virá de Israel.
Ele derrotará os chefes dos moabitas e acabará com esse povo orgulhoso.
Ele conquistará os inimigos de Israel, os edomitas, e fará que a terra deles seja sua propriedade. O povo de Israel mostrará a sua força.
Dos descendentes de Jacó sairá o dominador que acabará com os que ficarem com vida nas cidades."



Aí, em sua visão, Balaão viu os amalequitas e fez esta profecia:

"Amaleque era o povo mais poderoso de todos, mas no fim será destruído para sempre."



Balaão viu também os queneus e fez esta profecia:

"O lugar onde vocês moram é seguro, o seu ninho está colocado na rocha.
Mas vocês serão destruídos quando a Assíria os levar como prisioneiros."



Balaão fez mais esta profecia:

"Quem são estes povos reunidos no Norte?
De Chipre virão os inimigos nos seus navios; eles conquistarão a Assíria e Héber, mas depois eles mesmos serão destruídos para sempre."

Depois Balaão se aprontou e voltou para casa. E Balaque também foi embora.



LIVRO DE NÚMEROS - CAPÍTULO 25

Quando os israelitas estavam acampados no vale das Acácias, os homens começaram a ter relações com as mulheres moabitas.

Elas convidavam o povo para as festas em que eram feitos sacrifícios aos seus deuses. E os israelitas tomavam parte nos seus banquetes e adoravam os seus deuses.

Assim, os israelitas se reuniram para adorar o deus Baal-Peor, e por isso o SENHOR Deus ficou muito irado com eles e disse a Moisés:
- Reúna os chefes do povo de Israel e os enforque diante de mim em plena luz do dia. Assim, a minha ira contra o povo de Israel acabará.

Moisés disse aos chefes:
- Cada um de vocês mate os homens da sua tribo que foram adorar o deus Baal-Peor.

Moisés e todo o povo estavam chorando em frente da Tenda do SENHOR. Então um dos israelitas levou uma mulher midianita para dentro da sua barraca na presença de Moisés e de toda a gente.

Quando Finéias, filho de Eleazar e neto do sacerdote Arão, viu isso, levantou-se e saiu da reunião. Ele pegou uma lança, seguiu o homem, entrou na barraca e enfiou a lança na barriga dele e da mulher. E assim acabou a epidemia que havia entre os israelitas e que já havia matado vinte e quatro mil pessoas.

Então o SENHOR Deus disse a Moisés:
- Finéias fez com que terminasse a minha ira contra o povo de Israel. Finéias é como eu: não tolera a adoração de outros deuses além de mim. Por causa do que Finéias fez, eu, na minha ira, não destruí os israelitas. Portanto, diga-lhe que faço agora com ele uma aliança de amizade. Ele e os seus descendentes sempre serão sacerdotes porque ele não deixou que os israelitas adorassem outro deus além de mim e assim conseguiu que fossem perdoados.

O israelita que foi morto com a midianita se chamava Zinri; ele era filho de Salu e chefe de uma família da tribo de Simeão.

A mulher midianita que foi morta se chamava Cosbi; ela era filha de Zur, chefe de um grupo de famílias midianitas.

O SENHOR ordenou a Moisés:
- Ataquem e matem os midianitas. Eles prejudicaram vocês, pois os enganaram, levando-os a adorar o ídolo de Peor, e também os enganaram no caso de Cosbi, filha do chefe midianita, que foi morta no tempo da epidemia que houve no monte Peor.



LIVRO DE NÚMEROS - CAPÍTULO 26

Depois da epidemia, o SENHOR disse a Moisés e a Eleazar, filho do sacerdote Arão, o seguinte:
- Façam a contagem de todos os homens israelitas de vinte anos para cima, família por família, isto é, todos os que já têm idade para o serviço militar.

Moisés e Eleazar obedeceram e reuniram todos os homens com idade para prestar serviço militar. Eles se reuniram nas planícies de Moabe, na beira do rio Jordão, na altura de Jericó, que ficava no outro lado do rio.

São estes os israelitas que saíram do Egito:

* A tribo de Rúben (Rúben era o filho mais velho de Jacó): os grupos de famílias de Enoque, Palu, Hezrom e Carmi. Desses grupos de famílias foram contados 43.730 homens. Os descendentes de Palu eram Eliabe e os seus filhos Nemuel, Datã e Abirão (Datã e Abirão foram escolhidos pelo povo. Eles se revoltaram contra Moisés e Arão e se juntaram com os seguidores de Corá, na revolta contra Deus, o SENHOR. A terra se abriu e os engoliu, e eles morreram com Corá e os seus seguidores. O fogo matou duzentos e cinqüenta homens, e isso serviu como um aviso para o povo. Mas os filhos de Corá não foram mortos.).

* A tribo de Simeão: os grupos de famílias de Nemuel, Jamim, Jaquim, Zera e Saul. Desses grupos de famílias foram contados 22.200 homens. A tribo de Gade: os grupos de famílias de Zefom, Hagui, Suni, Ozni, Eri, Arode e Areli. Desses grupos de famílias foram contados 40.500 homens.

* A tribo de Judá: os grupos de famílias de Selá, Peres, Zera, Hezrom e Hamul (Dois filhos de Judá, isto é, Er e Onã, haviam morrido em Canaã.). Desses grupos de famílias foram contados 76.500 homens.

* A tribo de Issacar: os grupos de famílias de Tolá, Puva, Jasube e Sinrom. Desses grupos de famílias foram contados 64.300 homens.

* A tribo de Zebulom: os grupos de famílias de Serede, Elom e Jaleel. Desses grupos de famílias foram contados 60.500 homens.

* As tribos de Manassés e Efraim, que eram filhos de José.

=> A tribo de Manassés: Maquir, filho de Manassés, era pai de Gileade, e os seguintes grupos de famílias são descendentes de Gileade: os grupos de famílias de Iezer, Heleque, Asriel, Siquém, Semida e Héfer. Zelofeade, filho de Héfer, não tinha filhos; somente filhas. Os nomes das filhas de Zelofeade eram: Macla, Noa, Hogla, Milca e Tirza. Desses grupos de famílias foram contados 52.700 homens.

=> A tribo de Efraim: os grupos de famílias de Sutela, Bequer e Taã. O grupo de famílias de Erã descendia de Sutela. Desses grupos de famílias foram contados 32.500 homens.

São esses os grupos de famílias descendentes de José.

* A tribo de Benjamim: os grupos de famílias de Belá, Asbel, Airão, Sufã e Hufã. Os grupos de famílias de Arde e Naamã eram descendentes de Belá. Desses grupos de famílias foram contados 45.600 homens.

* A tribo de Dã: o grupo de famílias de Suão, que tinha 64.400 homens.

* A tribo de Aser: os grupos de famílias de Imna, Isvi e Berias. Os grupos de famílias de Héber e Malquiel são descendentes de Berias. A filha de Aser se chamava Sera. Desses grupos de famílias foram contados 53.400 homens.

* A tribo de Naftali: os grupos de famílias de Jazeel, Guni, Jezer e Silém. Desses grupos de famílias foram contados 45.400 homens.

O número total dos homens israelitas era de 601.730 homens.

O SENHOR Deus disse a Moisés:
- Divida a terra entre as tribos, conforme o tamanho delas. Divida por sorteio e dê as partes maiores para as tribos maiores; e as partes menores, para as tribos menores.



A tribo de Levi era formada pelos grupos de famílias de Gérson, Coate e Merari.

Os grupos de famílias de Libni, Hebrom, Mali, Musi e Corá eram descendentes de Levi.

Coate era o pai de Anrão. A mulher de Anrão era Joquebede, filha de Levi; ela havia nascido no Egito. Joquebede deu a Anrão dois filhos: Arão e Moisés, e uma filha, chamada Míriam.

Arão tinha quatro filhos: Nadabe, Abiú, Eleazar e Itamar. Porém Nadabe e Abiú morreram quando ofereceram a Deus, o SENHOR, fogo que não era sagrado.

Foram contados 23.000 levitas do sexo masculino, de um mês de idade para cima. Eles foram contados separadamente dos outros israelitas porque não receberam nenhuma propriedade em Israel.

São esses os que foram contados por Moisés e pelo sacerdote Eleazar, que fizeram a contagem dos israelitas nas planícies de Moabe, na beira do rio Jordão, na altura de Jericó, que ficava no outro lado do rio.

Entre esses da segunda contagem não havia nenhum dos que tinham sido contados por Moisés e pelo sacerdote Arão, quando fizeram a primeira contagem dos israelitas no deserto do Sinai.

O SENHOR Deus tinha dito que todos eles certamente morreriam no deserto; e todos morreram, menos Calebe, filho de Jefoné, e Josué, filho de Num.



LIVRO DE NÚMEROS - CAPÍTULO 27

Na tribo de Manassés havia cinco irmãs que se chamavam Macla, Noa, Hogla, Milca e Tirza.

Eram filhas de Zelofeade e descendentes diretas de Héfer, Gileade, Maquir, Manassés e José. Elas foram falar com Moisés, com o sacerdote Eleazar, com as autoridades e com todo o povo, na entrada da Tenda Sagrada.

Elas disseram:
- O nosso pai morreu no deserto e não deixou filhos homens. Ele não estava entre os seguidores de Corá, que se revoltaram contra Deus, o SENHOR, mas morreu por causa do seu próprio pecado. Não é justo que o nome do nosso pai desapareça do meio do seu grupo de famílias só porque não teve nenhum filho homem. Dê uma propriedade para nós entre os parentes do nosso pai.

Moisés levou o caso delas ao SENHOR, e o SENHOR disse:
- O que as filhas de Zelofeade estão pedindo é justo. Você deve dar a elas uma propriedade entre os parentes do seu pai. A herança do pai deve passar para elas.

* Diga ao povo de Israel que, quando um homem morrer sem deixar um filho homem, a filha deverá herdar a propriedade dele.

* E, se não tiver filhas, então a sua propriedade deverá ser dada aos irmãos dele.

* Porém, se ele não tiver irmãos, a sua propriedade deverá ser dada aos irmãos do seu pai.

* Se também o pai dele não tiver irmãos, a sua propriedade deverá ser dada ao parente mais chegado da sua família, para que tome posse dela.

* Os israelitas devem obedecer a essa lei como eu, o SENHOR, tenho ordenado a você, Moisés.



O SENHOR Deus disse a Moisés:
- Suba esta serra de Abarim e veja a terra que estou dando aos israelitas. Depois de a ter visto, você morrerá, como aconteceu com o seu irmão Arão, porque vocês dois se revoltaram contra a minha ordem no deserto de Zim. Quando todo o povo se queixava contra mim em Meribá, vocês não quiseram reconhecer diante deles o meu santo poder.

(Meribá é uma fonte que existe em Cades, no deserto de Zim)

Então Moisés disse o seguinte:
- Ó SENHOR Deus, que dás vida a todos, indica um homem que possa guiar o povo e comandá-lo na batalha, para que a tua gente não seja como ovelhas que não têm pastor.

O SENHOR disse a Moisés:
- Chame Josué, filho de Num, que é um homem competente, e ponha as mãos sobre ele; assim, você estará dando a ele uma parte da sua autoridade, para que todo o povo de Israel obedeça a ele. Faça com que ele fique diante do sacerdote Eleazar e diante de todo o povo e ali você o apresentará como aquele que vai ficar no seu lugar.

* Ele dependerá do sacerdote Eleazar, que lhe ensinará a minha vontade por meio do Urim e do Tumim. Deste modo Eleazar guiará Josué e todo o povo de Israel em tudo o que tiverem de fazer.

Moisés obedeceu à ordem de Deus, o SENHOR.

Ele fez com que Josué ficasse em frente do sacerdote Eleazar e diante de todo o povo.


Como o SENHOR havia ordenado, Moisés pôs as mãos sobre a cabeça de Josué e o tornou o seu sucessor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário