Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH)

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Salmos 136 a 139 (dia 157)

Salmos 136

Hino de gratidão

1 Deem graças a Deus, o Senhor,
porque ele é bom;
o seu amor dura para sempre.

2 Deem graças ao mais poderoso
de todos os deuses;
o seu amor dura para sempre.

3 Deem graças ao mais poderoso
de todos os senhores;
o seu amor dura para sempre.

4 Somente o Senhor faz grandes milagres;
o seu amor dura para sempre.

5 Pela sua sabedoria, ele fez os céus;
o seu amor dura para sempre.

6 Ele pôs a terra
sobre as águas profundas;
o seu amor dura para sempre.

7 Ele fez o sol e a lua;
o seu amor dura para sempre.

8 Fez o sol para governar o dia;
o seu amor dura para sempre.

9 Fez a lua e as estrelas
para governarem a noite;
o seu amor dura para sempre.

10 Em cada lar dos egípcios,
Deus matou o primeiro filho;
o seu amor dura para sempre.

11 Ele tirou do Egito o povo de Israel;
o seu amor dura para sempre.

12 Ele os tirou com a sua mão forte
e com o seu braço poderoso;
o seu amor dura para sempre.

13 Ele dividiu o mar Vermelho
em duas partes;
o seu amor dura para sempre.

14 Fez com que o povo de Israel passasse
pelo meio do mar;
o seu amor dura para sempre.

15 Ali, no mar, ele afogou o rei do Egito
e o seu exército;
o seu amor dura para sempre.

16 Deus guiou o seu povo pelo deserto;
o seu amor dura para sempre.

17 Matou reis poderosos;
o seu amor dura para sempre.

18 Matou reis famosos;
o seu amor dura para sempre.

19 Matou Seom, o rei dos amorreus;
o seu amor dura para sempre.

20 E matou Ogue, rei de Basã;
o seu amor dura para sempre.

21 Ele deu ao seu povo
as terras desses reis;
o seu amor dura para sempre.

22 Deu essas terras ao povo de Israel,
seu servo;
o seu amor dura para sempre.

23 Quando fomos derrotados,
Deus não esqueceu de nós;
o seu amor dura para sempre.

24 Ele nos livrou dos nossos inimigos;
o seu amor dura para sempre.

25 Ele dá comida aos seres humanos
e aos animais;
o seu amor dura para sempre.

26 Deem graças ao Deus do céu;
o seu amor dura para sempre.



Salmos 137

Saudades da Pátria

1 Sentados na beira dos rios
da Babilônia,
chorávamos quando lembrávamos
de Jerusalém.

2 Penduramos as nossas liras
nas árvores que havia ali.

3 Aqueles que nos levaram
como prisioneiros
mandavam que cantássemos.
Eles diziam:
“Cantem para nós as canções de Sião.”

4 Mas, em terra estrangeira,
como podemos cantar um hino
a Deus, o Senhor?

5 Que nunca mais eu possa tocar harpa
se esquecer de você, ó Jerusalém!

6 Que nunca mais eu possa cantar
se não lembrar de você,
se não pensar em você
como a maior alegria da minha vida!

7 Lembra, Ó Senhor Deus,
do que os edomitas fizeram
no dia em que Jerusalém foi conquistada!
Lembra de como diziam:
“Arrasem Jerusalém até o chão!”

8 Babilônia, você será destruída!
Feliz aquele que fizer com você
o mesmo que você fez conosco —

9 aquele que pegar as suas crianças
e esmagá-las contra as pedras!



Salmos 138

Oração de agradecimento

1 Ó Senhor Deus, eu te agradeço
de todo o coração;
diante de todos os deuses eu canto
hinos de louvor a ti.

2 Por causa do teu amor
e da tua fidelidade,
eu me ajoelho
virado para o teu santo Templo
e dou graças a ti.
Pois tens mostrado que o teu nome
e as tuas promessas
estão acima de tudo.

3 Quando te chamei, tu me respondeste
e, com o teu poder, aumentaste
as minhas forças.

4 Ó Senhor Deus, todos os reis da terra
te louvarão
quando ouvirem falar das tuas promessas.

5 Eles cantarão a respeito das coisas
que tu, ó Senhor, tens feito,
pois grande é a tua glória.

6 Tu estás lá nas alturas,
mas assim mesmo te interessas
pelos humildes,
e os orgulhosos não podem se esconder
de ti.

7 Quando estou cercado de perigos,
tu me dás segurança.
A tua força me protege
do ódio dos meus inimigos;
tu me salvas pelo teu poder.

8 Tu cumprirás tudo o que me prometeste.
O teu amor dura para sempre,
ó Senhor Deus.
Não abandones o trabalho
que começaste.



Salmos 139

A presença de Deus

1 Ó Senhor Deus, tu me examinas
e me conheces.

2 Sabes tudo o que eu faço
e, de longe, conheces
todos os meus pensamentos.

3 Tu me vês quando estou trabalhando
e quando estou descansando;
tu sabes tudo o que eu faço.

4 Antes mesmo que eu fale,
tu já sabes o que vou dizer.

5 Estás em volta de mim,
por todos os lados,
e me proteges com o teu poder.

6 Eu não consigo entender
como tu me conheces tão bem;
o teu conhecimento é profundo demais
para mim.

7 Aonde posso ir a fim de escapar
do teu Espírito?
Para onde posso fugir da tua presença?

8 Se eu subir ao céu, tu lá estás;
se descer ao mundo dos mortos,
lá estás também.

9 Se eu voar para o Oriente
ou for viver nos lugares mais distantes
do Ocidente,

10 ainda ali a tua mão me guia,
ainda ali tu me ajudas.

11 Eu poderia pedir que a escuridão
me escondesse
e que em volta de mim
a luz virasse noite;

12 mas isso não adiantaria nada
porque para ti a escuridão
não é escura,
e a noite é tão clara como o dia.
Tu não fazes diferença entre a luz
e a escuridão.

13 Tu criaste cada parte do meu corpo;
tu me formaste na barriga da minha mãe.

14 Eu te louvo porque deves ser temido.
Tudo o que fazes é maravilhoso,
e eu sei disso muito bem.

15 Tu viste quando os meus ossos
estavam sendo feitos,
quando eu estava sendo formado
na barriga da minha mãe,
crescendo ali em segredo,

16 tu me viste antes de eu ter nascido.
Os dias que me deste para viver
foram todos escritos no teu livro
quando ainda nenhum deles existia.

17 Ó Deus, como é difícil entender
os teus pensamentos!
E eles são tantos!

18 Se eu os contasse,
seriam mais do que os grãos de areia.
Quando acordo, ainda estou contigo.

19 Ó Deus, como eu gostaria
que tu acabasses com os maus!
Gostaria que os homens violentos
me deixassem em paz!

20 Eles falam mal de ti;
contra ti falam coisas ruins.

21 Ó Senhor Deus, como odeio
os que te odeiam!
Como desprezo os que são contra ti!

22 Eu os odeio
com todas as minhas forças;
eles são meus inimigos.

23 Ó Deus, examina-me e conhece
o meu coração!
Prova-me e conhece os meus pensamentos.

24 Vê se há em mim algum pecado
e guia-me pelo caminho eterno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário