Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH)

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Miquéias 1 a 4 (dia 226)

Miquéias 1-4

Esta é a mensagem que o Senhor Deus deu a Miqueias, da cidade de Moresete. Miqueias teve estas visões a respeito das cidades de Samaria e de Jerusalém durante os reinados de Jotão, Acaz e Ezequias na terra de Judá.

O julgamento de Samaria

Escutem, todos os povos;
prestem atenção, todos os moradores da terra!
O Senhor vai ser testemunha contra vocês;
do seu templo no céu, ele falará.
Ele descerá do lugar onde mora
e caminhará sobre as montanhas.
Debaixo dos seus pés, as montanhas se desfazem;
são como cera que se derrete no fogo.
Os vales se abrem,
como se uma enchente os cortasse ao meio.
Tudo isso acontecerá porque o povo de Israel pecou e se revoltou contra Deus. Quem é culpado da revolta de Israel? É o povo de Samaria! E quem é responsável por haver santuários pagãos em Judá? É o povo de Jerusalém! Por isso, o Senhor diz:
— Eu farei com que a cidade de Samaria vire um montão de ruínas em campo aberto; farei com que seja um lugar para plantação de uvas. Farei com que as pedras da cidade rolem monte abaixo e que os alicerces das casas de Samaria fiquem aparecendo. Todas as imagens serão destruídas, toda a riqueza conseguida à custa das prostitutas dos seus templos pagãos será queimada, e todos os ídolos virarão um monte de ruínas. Tudo o que foi comprado com o dinheiro das prostitutas será usado para pagar as prostitutas em outros templos pagãos.

Os inimigos chegam perto de Jerusalém

Por isso, eu choro e grito de dor e em sinal de tristeza ando descalço e nu, uivando como uma raposa e soltando gritos de dor como uma avestruz. Pois os ferimentos do povo de Samaria não podem ser curados; a destruição já atingiu Judá e está perto de Jerusalém, onde vive o meu povo.
10 Não contem em Gate a nossa derrota, nem comecem a chorar. Povo de Bete-Leafra, role no chão em sinal de desespero! 11 Moradores de Safir, vão nus e envergonhados para o cativeiro! Os que vivem em Zaanã não devem sair da cidade; quando ouvirem o povo de Bete-Esel chorar, vocês saberão que eles não os podem ajudar. 12 Os que moram em Marote esperam ansiosos por socorro, pois o Senhor fez a desgraça chegar bem perto de Jerusalém. 13 Moradores de Laquis, atrelem os cavalos aos carros! Vocês fizeram o mesmo que os israelitas, isto é, levaram o povo de Jerusalém ao pecado. 14 Portanto, povo de Judá, diga adeus à cidade de Moresete-Gate. O povo da cidade de Aczibe será uma armadilha para os reis de Israel.
15 O Senhor Deus diz:
— Vou entregar a cidade de Maressa nas mãos do inimigo, e as autoridades de Israel irão se esconder na caverna que fica perto da cidade de Adulã. 16 Povo de Judá, corte os cabelos e rape a cabeça em sinal de tristeza, pois os seus filhos queridos serão levados como prisioneiros para longe da sua pátria.

O castigo dos que exploram os pobres

Ai daqueles que antes de se levantarem de manhã já fazem planos para explorar e maltratar os outros! E logo que se levantam fazem o que querem, pois são poderosos! Quando querem terrenos ou casas, eles os tomam. Maltratam os outros e não respeitam a família nem a propriedade de ninguém. Por isso, o Senhor diz:
— Vou fazer a desgraça cair sobre vocês, e vocês não escaparão. Será um tempo de sofrimento, e vocês não andarão mais tão cheios de orgulho. Quando aquele dia chegar, outros vão inventar um provérbio a respeito de vocês e cantarão esta canção triste:
“Estamos completamente arruinados!
O Senhor tirou a nossa terra,
ele tirou o que era nosso
e deu aos que nos conquistaram.”
Portanto, quando a Terra Prometida for repartida de novo entre o povo do Senhor Deus, nenhum de vocês receberá nem uma parte dela.
O povo me diz:
— Pare com essas profecias! Não diga isso! Não é possível que Deus faça a desgraça cair sobre a gente! Será que o povo de Israel está amaldiçoado? Será que o Senhor está irritado? É assim que ele age?
O Senhor Deus diz:
— De fato, as minhas palavras fazem bem aos que são bons. Mas vocês, como se fossem inimigos, atacaram o meu povo. Os homens voltam da guerra, pensando que estão sãos e salvos, mas vocês roubam as suas roupas. Vocês expulsam dos seus lares queridos as mulheres do meu povo, e assim os filhos delas perdem para sempre as bênçãos que prometi. 10 Saiam daqui! Vão embora! Pois não é este o lugar onde vocês vão descansar em paz. Aqui há tanta gente desonesta e sem-vergonha, que a destruição vai ser total.
11 O profeta que essa gente prefere é aquele que anda pregando mentiras e falsidades, prometendo vinho e cerveja para todos.

Deus promete salvar o povo

12 O Senhor diz ao povo de Israel:
— Eu reunirei todos vocês que restarem e os trarei de volta para a Terra Prometida, como o pastor leva as ovelhas para o pasto ou as recolhe no curral. E mais uma vez as cidades do país ficarão movimentadas e cheias de gente.
13 Deus abrirá caminho para o seu povo, e eles sairão livres pelos portões da cidade. O Rei, o Senhor, irá na frente, e todos o seguirão.

Mensagem contra as autoridades e os profetas

Escutem, líderes e autoridades de Israel! Vocês deviam praticar a justiça e, no entanto, odeiam o bem e amam o mal. Vocês tiram a pele do meu povo e arrancam a carne dos seus ossos. Vocês devoram o meu povo: arrancam a pele, quebram os ossos e cortam a carne em pedaços, como se faz com a carne que vai ser cozinhada. Virá o dia em que vocês clamarão ao Senhor Deus, mas ele não os atenderá; vocês fazem o que é mau, e por isso ele não ouvirá as suas orações.
Os profetas enganam o povo. Para os que lhes pagam eles prometem paz, mas ameaçam com guerra os que não lhes dão nada. O Senhor diz a esses profetas:
— Em vez de visões vocês terão a escuridão, e em vez de revelações haverá somente trevas para vocês. A luz do dia vai desaparecer para vocês, e a escuridão da noite cairá sobre vocês. Os adivinhos e os que dizem o que vai acontecer no futuro passarão vergonha. Não receberão resposta de Deus e por isso ficarão desmoralizados.
Mas, quanto a mim, o Espírito do Senhor me dá poder, amor pela justiça e coragem para condenar os pecados e as maldades do povo de Israel. Escutem, líderes e autoridades de Israel! Vocês odeiam o que é bom e torcem a justiça. 10 Vocês estão construindo Jerusalém, a cidade santa, sobre um alicerce de injustiças e de crimes de sangue. 11 As autoridades de Jerusalém aceitam dinheiro para torcer a justiça, os sacerdotes cobram para ensinar a Lei, e os profetas exigem pagamento para adivinhar o futuro. Mas mesmo assim eles afirmam que recebem ajuda de Deus. Eles dizem: “Nenhum mal vai acontecer porque o Senhor está do nosso lado.”
12 Portanto, por causa de vocês, Jerusalém vai virar um montão de pedras, o monte Sião vai ser arado como um campo, e o lugar onde fica o Templo se tornará uma floresta.

O reinado de paz de Deus, o Senhor

No futuro, o monte do Templo do Senhor
será o mais alto de todos,
ficando acima de todos os montes.
Todas as nações irão correndo para lá,
e esses povos dirão:
“Vamos subir o monte do Senhor,
vamos ao Templo do Deus de Israel.
Ele nos ensinará o que devemos fazer,
e nós andaremos nos seus caminhos.
Pois os ensinamentos do Senhor vêm de Jerusalém;
é do monte Sião que ele fala ao seu povo.”
Ele será juiz entre muitos povos
e decidirá questões entre grandes nações distantes.
Os povos transformarão as suas espadas em arados
e as suas lanças em foices.
Nunca mais as nações farão guerra,
nem se prepararão novamente para batalhas.
Todos viverão seguros,
e cada um descansará calmamente
debaixo das suas figueiras e das suas parreiras.
Esta é a promessa do Senhor Todo-Poderoso.
As outras nações adoram e obedecem aos seus deuses;
mas, quanto a nós, o Senhor é o nosso Deus,
e nós o adoraremos e lhe obedeceremos para sempre.

Deus salvará o seu povo

O Senhor Deus diz:
— Virá o dia em que eu reunirei aqueles que sofrem, todos os que eu castiguei, quando os expulsei da sua pátria. Trarei de volta dos países distantes todos os que estiverem vivos e farei deles uma nação poderosa. Eu, o Senhor, reinarei no monte Sião, e, daquele tempo em diante e para sempre, eles serão novamente o meu povo. E Jerusalém, o lugar de onde eu, como pastor de ovelhas, olho e cuido do meu povo, voltará a ser a capital do país, a cidade mais importante de Israel.
Jerusalém, por que é que você está chorando como uma mulher que está com dores de parto? Será que é porque você não tem rei e os seus conselheiros morreram? 10 Jerusalém, torça-se de dor e grite como uma mulher que está dando à luz, pois os seus moradores vão sair e morar nos campos e depois irão até a Babilônia. Mas o Senhor os salvará e os livrará do poder dos inimigos.
11 Muitas nações se reuniram para atacar Jerusalém. Essa gente diz: “Jerusalém deve ser destruída e profanada!” 12 Mas eles não sabem o que o Senhor está pensando e planejando. Não sabem que ele os reuniu para os castigar, como se ajuntam as espigas para pisá-las e separar o trigo da palha.
13 O Senhor Deus diz:
— Povo de Jerusalém, levante-se e ataque os inimigos! Eu darei a vocês a força de um touro com chifres de ferro e cascos de bronze. Vocês destruirão muitos povos e oferecerão a mim, o Senhor do mundo inteiro, as riquezas que eles conquistaram pela força.

___


Nova Traduҫão na Linguagem de Hoje 2000 (NTLH) Copyright 2000 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados / All rights reserved.

Nenhum comentário:

Postar um comentário