Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH)

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Sofonias 1 a 3 + Habacuque 3 (dia 229)

Habacuque 3

A oração de Habacuque

Esta é uma oração do profeta Habacuque, feita em forma de hino.
Ó Senhor, ouvi falar do que tens feito
e estou cheio de temor.
Faze agora, em nosso tempo,
as coisas maravilhosas que fizeste no passado,
para que nós também as vejamos.
Mesmo que estejas irado,
tem compaixão de nós!
Deus vem vindo da terra de Edom,
o Santo Deus vem do monte Parã.
A sua glória cobre os céus,
e na terra todos o louvam.
Ele brilha como a luz,
e raios de luz saltam da sua mão,
onde se esconde o seu poder.
Na frente dele vão pragas terríveis,
e atrás vêm doenças mortais.
Ele para, e a terra treme;
ele olha para as nações, e elas ficam com medo.
Os montes antigos se abalam,
caem as velhas montanhas
por onde ele tem andado desde a eternidade.
Vi que os povos de Cuchã estão aflitos
e que os moradores de Midiã estão com medo.
É contra os rios, ó Senhor, que estás irado?
É contra o mar que estás furioso?
É por isso que montas os teus cavalos
e vens vitorioso no teu carro de guerra?
Pegas o teu arco
e te preparas para atirar as tuas flechas.
Tu cavas a terra com enchentes.
10 As montanhas te viram e tremeram;
uma tromba-d'água caiu do céu.
As águas debaixo da terra rugiram;
as suas ondas imensas se levantaram.
11 O sol e a lua deixaram de brilhar
quando viram o brilho das tuas flechas
e a luz brilhante da tua lança.
12 Na tua ira, marchaste pela terra inteira,
na tua fúria, pisaste as nações.
13 Saíste para salvar o teu povo,
para salvar o rei que escolheste.
Feriste o chefe dos maus
e acabaste completamente com o seu exército.
14 Com as tuas flechas, mataste o comandante dos soldados
quando avançavam como uma tempestade para nos atacar;
eles vinham orgulhosos, querendo nos destruir
como quem mata um pobre em segredo.
15 Montado nos teus cavalos marchaste pelo mar,
pelas ondas furiosas do mar.
16 Quando ouvi tudo isso, fiquei assustado,
e os meus lábios tremeram de medo.
Perdi todas as forças
e não pude ficar de pé.
Portanto, vou esperar, tranquilo,
o dia em que Deus castigará
aqueles que nos atacam.
17 Ainda que as figueiras não produzam frutas,
e as parreiras não deem uvas;
ainda que não haja azeitonas para apanhar
nem trigo para colher;
ainda que não haja mais ovelhas nos campos
nem gado nos currais,
18 mesmo assim eu darei graças ao Senhor
e louvarei a Deus, o meu Salvador.
19 O Senhor Deus é a minha força.
Ele torna o meu andar firme
como o de uma corça
e me leva para as montanhas,
onde estarei seguro.

___


Sofonias 1-3

Esta é a mensagem que o Senhor Deus deu a Sofonias, no tempo em que Josias, filho de Amom, era rei de Judá. Sofonias era filho de Cusi, neto de Gedalias, bisneto de Amarias e trineto do rei Ezequias.

O dia do juízo de Deus

O Senhor Deus diz:
— Vou acabar com tudo o que existe na terra, isto é, as pessoas, os animais, as aves e os peixes. Eu vou castigar os maus. Acabarei completamente com os seres humanos.
— Castigarei o povo da terra de Judá e os moradores de Jerusalém. Farei desaparecer de Jerusalém o que ainda resta da adoração a Baal, e todos esquecerão os sacerdotes que serviam esse deus pagão. Acabarei com todos os que sobem ao terraço, em cima das suas casas, e ali adoram o sol, a lua e as estrelas. E acabarei também com qualquer pessoa que adora a mim, o Senhor, e jura pelo meu nome, mas jura também pelo nome do deus Moloque. Destruirei todos os que se afastam de mim, que não procuram a minha ajuda, nem querem obedecer às minhas leis.
Está chegando o dia em que o Senhor Deus vai julgar o seu povo. Portanto, calem-se todos na sua presença! Ele vai oferecer o seu povo como sacrifício e já convidou os inimigos para o ajudarem a fazer isso. O Senhor diz:
— Naquele dia, eu vou castigar as autoridades, os filhos do rei e todos os que seguem costumes pagãos. Castigarei também todos os que me adoram como os pagãos adoram os seus deuses e aqueles que enchem o templo do seu deus com presentes que ajuntaram por meio de roubo e violência.
10 — Naquele dia, haverá gritos de dor perto do Portão dos Peixes, na cidade de Jerusalém. Haverá gente gritando por socorro no bairro novo da cidade, e nos montes se ouvirão gritos de desespero. 11 Chorem também, vocês que moram na cidade baixa, pois todos os comerciantes serão mortos!
12 — Naquele dia, eu vou pegar lamparinas e revistar a cidade de Jerusalém. Castigarei todos os que estão tranquilos e satisfeitos, os que pensam assim: “O Senhor Deus não vai fazer nada; não vai salvar, nem castigar.” 13 Por isso, os bens deles serão roubados, e as suas casas serão destruídas. Eles construirão outras, mas não morarão nelas; farão plantações de uvas, mas não beberão o vinho.
14 O grande Dia do Senhor está perto e vem chegando depressa! Será um dia terrível, em que até os soldados mais valentes gritarão de medo. 15 Será um dia de ira, um dia de aflição e angústia, de ruína e destruição, de escuridão e trevas; será um dia de nuvens escuras e pesadas. 16 Será um dia de sons de corneta e de gritos de batalha de soldados atacando cidades cercadas de muralhas e protegidas por altas torres de vigia.
17 O Senhor diz:
— Farei cair tantas desgraças sobre as pessoas, que elas andarão de um lado para outro como se estivessem cegas. Essa gente pecou contra mim, e por isso o seu sangue será derramado como água, e os seus corpos serão jogados fora como lixo.
18 Naquele dia, nem prata nem ouro os poderão salvar da ira de Deus, o Senhor. O fogo da sua ira furiosa destruirá o mundo inteiro. Ninguém escapará, pois Deus vai acabar de uma só vez com todos os moradores da terra.

Convite ao arrependimento

Pense bem e tome juízo, povo sem-vergonha, antes que vocês sejam levados embora como a palha que desaparece num só dia; antes que a ira furiosa do Senhor Deus caia sobre vocês; antes que chegue o Dia da ira do Senhor. Voltem para Deus todos os humildes deste país, todos os que obedecem às leis de Deus. Façam o que é direito e sejam humildes. Talvez assim vocês escapem do castigo no Dia da ira do Senhor.

O castigo das nações

A cidade de Gaza ficará deserta, e Asquelom será abandonada. Os moradores de Asdode serão expulsos em menos de um dia, e os moradores de Ecrom serão levados embora como prisioneiros. Ai de vocês, filisteus, que moram no litoral do mar Mediterrâneo! O Senhor Deus passou esta sentença contra vocês: “Vou acabar com Canaã, a sua terra; todos os moradores serão mortos. O seu país, no litoral, vai virar pastos, onde haverá barracas para os pastores e currais para os rebanhos.” Em Judá, as pessoas que não forem mortas ficarão com as terras do litoral. Ali elas cuidarão dos seus rebanhos e dormirão nas casas de Asquelom. Pois o Senhor Deus vai lembrar do seu povo e o fará prosperar outra vez.
O Senhor Todo-Poderoso diz:
— Ouvi os moabitas e os amonitas zombarem do meu povo e o insultarem. Eles se gabaram de que iam conquistar a sua terra. Portanto, eu, o Deus de Israel, juro pela minha vida que os países de Moabe e Amom vão ser destruídos como foram as cidades de Sodoma e Gomorra. As terras deles serão um deserto para sempre; ficarão cobertas de espinheiros, e haverá poços de sal por toda parte. Os que sobrarem do meu povo levarão embora tudo o que pertence aos moabitas e aos amonitas e ficarão com as terras deles.
10 É assim que eles serão castigados. Pois ficaram orgulhosos, insultaram o povo do Senhor Todo-Poderoso e se gabaram de que iam conquistá-lo. 11 O Senhor os atacará de um modo terrível; ele acabará com todos os deuses do mundo. Então todos os povos, cada um no seu próprio país, adorarão a Deus.
12 O povo da Etiópia também será morto pela espada de Deus, o Senhor.
13 Deus levantará a mão contra a Assíria, no Norte. Ele destruirá aquele país, acabará com a cidade de Nínive e a deixará sem moradores, como se fosse um deserto onde não existe água. 14 Rebanhos de ovelhas e todo tipo de animais selvagens descansarão na cidade. Corujas pousarão nas ruínas das casas e piarão nas janelas, e corvos soltarão gritos nas soleiras das portas. Toda a madeira das casas será arrancada. 15 Tudo isso vai acontecer com Nínive, a cidade orgulhosa que se gabava do seu poder, dizendo: “Não há outra cidade tão poderosa como eu!” E ela vai virar um deserto, um lugar onde moram animais. Quem passar por perto vai ficar espantado e horrorizado ao ver tamanha destruição.

O castigo e a salvação de Jerusalém

Ai de Jerusalém, cidade rebelde e cheia de corrupção, que persegue os seus moradores! Jerusalém não escuta o que o Senhor Deus diz, nem quer que ele a corrija. Não confia no seu Deus, nem procura a sua ajuda. As suas autoridades são como leões que rugem, e os juízes são como lobos ferozes que devoram tudo de uma vez, sem deixar nada para o dia seguinte. Os profetas são orgulhosos e enganadores. Os sacerdotes profanam o santuário e desobedecem à lei de Deus. Mas o Senhor ainda está na cidade e sempre faz o que é certo e nunca o que é errado. Todas as manhãs, sem falta, ele manda fazer o que é direito; mas os que são maus continuam na mesma e não se sentem envergonhados.
O Senhor Deus diz:
— Eu destruí nações, arrasei cidades e deixei em ruínas as torres de vigia e as ruas. As cidades estão desertas; não há mais ninguém morando nelas. Pensei assim: “Agora, o meu povo vai me temer. Eles deixarão que eu os corrija e não esquecerão as muitas vezes em que eu os castiguei.” Mas eles se esforçaram ainda mais para fazer tudo o que é mau.
Portanto, o Senhor Deus diz:
— Esperem o dia em que vou me levantar e acusar as nações. Decidi reunir todas as nações, todos os reinos, a fim de castigá-los. Eles sentirão a minha ira, pois derramarei o meu furor sobre eles, e o mundo inteiro será destruído pelo fogo da minha ira.
— Então farei com que os povos parem de adorar ídolos e adorem somente a mim, o Senhor, e farei também com que todos me obedeçam com a mesma dedicação. 10 E o meu povo que está espalhado pelas nações virá me oferecer sacrifícios; eles virão até dos lugares mais distantes da Etiópia. 11 Naquele tempo, vocês, o meu povo, não vão sentir mais vergonha por causa das vezes que se revoltaram contra mim. Pois eu farei desaparecer do meio de vocês todos os orgulhosos e vaidosos. Nunca mais vocês vão se sentir orgulhosos no meu monte santo. 12 Deixarei em Jerusalém um povo humilde e ajuizado, que confia em mim. 13 Os que sobrarem do povo de Israel nunca mais farão maldades, não mentirão, nem procurarão enganar ninguém. Terão comida à vontade, estarão seguros e não ficarão com medo de ninguém.

Hino de louvor

14 Povo de Israel, cante louvores a Deus!
Alegrem-se, moradores de Jerusalém,
e louvem a Deus com todo o coração!
15 O Senhor Deus anulou a sentença que havia contra vocês
e afastou todos os inimigos do seu povo.
O Senhor, o Rei de Israel, está com vocês,
e vocês não precisam mais ter medo da desgraça.
16 Chegará o dia em que dirão a Jerusalém:
“Não tenha medo, povo de Sião,
não desanime, nem perca a coragem.
17 Pois o Senhor, seu Deus, está com vocês;
ele é poderoso e os salvará.
Deus ficará contente com vocês
e por causa do seu amor lhes dará nova vida.
Ele cantará e se alegrará,
18 como se faz num dia de festa.”
O Senhor Deus diz:
“Eu afastarei a ameaça que está sobre vocês
e os livrarei da desgraça.
19 Quando chegar aquele dia,
castigarei aqueles que os perseguem.
Salvarei os aleijados
e trarei de volta os que foram espalhados.
Vocês foram envergonhados em toda parte,
mas depois terão louvor e glória.
20 Quando chegar aquele dia,
eu os ajuntarei e os trarei de volta para o seu país.
Farei com que prosperem de novo;
vocês serão famosos no mundo inteiro,
e todos os povos os respeitarão.”
Eu, o Senhor, falei.

___
 
Nova Traduҫão na Linguagem de Hoje 2000 (NTLH) Copyright 2000 Sociedade Bíblica do Brasil. Todos os direitos reservados / All rights reserved.

Nenhum comentário:

Postar um comentário