Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH)

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Salmos 1 a 2 (dia 120) + Jó 40 a 42

Jó 41

Quem pode enfrentar o monstro Leviatã?

1 “E, quanto ao monstro Leviatã, será que você pode pescá-lo com um anzol
ou amarrar a sua língua com uma corda?

2 Você é capaz de passar uma corda pelo nariz dele
ou furar o seu queixo com um gancho?

3 Será que ele vai pedir que você o solte
ou implorar que tenha dó dele?

4 Será que ele vai fazer um trato com você,
prometendo trabalhar para você o resto da vida?

5 Será que você vai brincar com ele, como se fosse um passarinho?
Você vai amarrá-lo, a fim de servir como um brinquedo para as suas empregadas?

6 Será ele vendido por um grupo de pescadores?
Será que para isso o cortarão em pedaços?

7 Será que você pode enterrar lanças no seu couro
ou fincar arpões de pesca na sua cabeça?

8 Tente encostar a mão nele, e será uma vez só,
pois você nunca mais esquecerá a luta.

9 Só de olhar para o monstro Leviatã
as pessoas perdem toda a coragem e desmaiam de medo.

10 Se alguém o provoca, ele fica furioso.
Quem se arriscaria a desafiá-lo?

11 Quem pode enfrentá-lo sem sair ferido?
Ninguém, no mundo inteiro.

12 “Agora vou falar das pernas do Leviatã,
do seu tamanho e da sua força sem igual.

13 Quem pode arrancar o couro que o cobre
ou furar a sua dupla couraça?

14 Quem é capaz de fazê-lo abrir a sua queixada
rodeada de dentes terríveis?

15 As suas costas são cobertas de fileiras de escamas
ligadas umas com as outras e duras como pedras.

16 Estão coladas tão bem umas nas outras,
que nem o ar passa entre elas.

17 Estão ligadas entre si e bem coladas,
de modo que ninguém pode separá-las.

18 Quando o Leviatã espirra, saem faíscas;
os seus olhos brilham como o sol ao amanhecer.

19 A sua boca lança chamas,
e dela saltam faíscas de fogo.

20 O seu nariz solta fumaça,
como a de galhos que queimam debaixo de uma panela.

21 O seu sopro acende o fogo,
e da sua boca saem chamas.

22 A sua força está no pescoço,
e a cara dele mete medo em todo mundo.

23 No seu couro não existe ponto fraco;
ele é firme e duro como ferro.

24 O seu coração cruel não tem medo;
é duro como uma pedra de moinho.

25 Quando ele se levanta, até os mais fortes ficam apavorados;
o medo os impede de agir.

26 Não há espada que consiga feri-lo,
nem lança, nem flecha, nem arpão.

27 Para ele, o ferro é como palha,
e o bronze, como pau podre.

28 As flechas não o fazem fugir.
Jogar pedras nele é como jogar capim.

29 Bater nele com um porrete
é o mesmo que bater com uma torcida de palha;
ele zomba dos homens que lhe atiram lanças.

30 A sua barriga é coberta de cacos pontudos,
que reviram a lama como se fossem uma grade de ferro.

31 Ele agita o mar e o faz ficar como água que ferve na panela,
como o óleo fervendo no caldeirão.

32 Ele vai deixando na água um rastro luminoso,
como se o mar tivesse uma cabeleira branca.

33 Não há nada neste mundo que se compare com ele,
pois foi feito para não ter medo.

34 O Leviatã olha para tudo com desprezo
e entre todas as feras orgulhosas ele é rei.”



Jó 42

Última resposta de Jó a Deus
(42:1-6)

1 Então, em resposta ao Senhor, Jó disse:

2 “Eu reconheço que para ti nada é impossível
e que nenhum dos teus planos pode ser impedido.

3 Tu me perguntaste como me atrevi
a pôr em dúvida a tua sabedoria,
visto que sou tão ignorante.
É que falei de coisas que eu não compreendia,
coisas que eram maravilhosas demais para mim
e que eu não podia entender.

4 Tu me mandaste escutar o que estavas dizendo
e responder às tuas perguntas.

5 Antes eu te conhecia só por ouvir falar,
mas agora eu te vejo com os meus próprios olhos.

6 Por isso, estou envergonhado de tudo o que disse
e me arrependo, sentado aqui no chão, num monte de cinzas.”



Cena final
(42:7-17)


Os três amigos de Jó

7 Depois que acabou de falar com Jó, o Senhor disse a Elifaz, da região de Temã:
— Estou muito irado com você e com os seus dois amigos, pois vocês não falaram a verdade a meu respeito, como o meu servo Jó falou.

8 Agora peguem sete touros e sete carneiros, levem a Jó e ofereçam como sacrifício em favor de vocês. O meu servo Jó orará por vocês, e eu aceitarei a sua oração e não os castigarei como merecem, embora vocês não tenham falado a verdade a meu respeito, como Jó falou.

9 Então Elifaz, que era da região de Temã, Bildade, que era da região de Sua, e Zofar, que era da região de Naamá, foram e fizeram o que o Senhor havia mandado, e ele aceitou a oração de Jó.



A nova família de Jó

10 Depois que Jó acabou de orar pelos seus três amigos, o Senhor fez com que ele ficasse rico de novo e lhe deu em dobro tudo o que tinha tido antes.

11 Todos os seus irmãos e irmãs e todos os seus amigos foram visitá-lo e tomaram parte num banquete na casa dele. Falaram de como estavam tristes pelo que lhe havia acontecido e o consolaram por todas as desgraças que o Senhor havia feito cair sobre ele. E cada um lhe deu dinheiro e um anel de ouro.
12 O Senhor abençoou a última parte da vida de Jó mais do que a primeira. Ele chegou a ter catorze mil ovelhas, seis mil camelos, dois mil bois e mil jumentas. 13 Também foi pai de sete filhos e três filhas. 14 À primeira deu o nome de Jemima; à segunda chamou de Cássia; e à terceira, de Querém-Hapuque.

15 No mundo inteiro não havia mulheres tão lindas como as filhas de Jó. E o pai as fez herdeiras dos seus bens, junto com os seus irmãos.
16 Depois disso, Jó ainda viveu cento e quarenta anos, o bastante para ver netos e bisnetos. 17 E morreu bem velho.




Salmos 1

Primeiro livro
(Salmos 1—41)

A verdadeira felicidade

1 Felizes são aqueles
que não se deixam levar
pelos conselhos dos maus,
que não seguem o exemplo
dos que não querem saber de Deus
e que não se juntam com os que zombam
de tudo o que é sagrado!

2 Pelo contrário, o prazer deles
está na lei do Senhor,
e nessa lei eles meditam dia e noite.

3 Essas pessoas são como árvores
que crescem na beira de um riacho;
elas dão frutas no tempo certo,
e as suas folhas não murcham.
Assim também tudo o que
essas pessoas fazem dá certo.

4 O mesmo não acontece com os maus;
eles são como a palha
que o vento leva.

5 No Dia do Juízo eles serão condenados
e ficarão separados
dos que obedecem a Deus.

6 Pois o Senhor dirige e abençoa
a vida daqueles que lhe obedecem,
porém o fim dos maus
são a desgraça e a morte.



Salmos 2

O rei escolhido por Deus

1 Por que as nações pagãs
planejam revoltas?
Por que os povos fazem planos
tão tolos?

2 Os seus reis se preparam,
e os seus governantes fazem planos
contra Deus, o Senhor,
e o rei que ele escolheu.

3 Esses rebeldes dizem:
“Vamos nos livrar do domínio deles;
acabemos com o poder
que eles têm sobre nós.”

4 Do seu trono lá no céu
o Senhor ri e zomba deles.

5 Então, muito irado, ele os ameaça
e os assusta com o seu furor.

6 Ele diz: “Já coloquei o meu rei
no trono
lá em Sião, o meu monte santo.”

7 O rei diz: “Anunciarei
o que o Senhor afirmou.
O Senhor me disse:
‘Você é meu filho;
hoje eu me tornei seu pai.

8 Peça, e eu lhe darei todas as nações;
o mundo inteiro será seu.

9 Com uma barra de ferro,
você as quebrará
e as fará em pedaços
como se fossem potes de barro.’ ”

10 Agora escutem, ó reis;
prestem atenção, autoridades!

11 Adorem o Senhor com temor.
Tremam e se ajoelhem diante dele;

12 se não, ele ficará irado logo,
e vocês morrerão.
Felizes são aqueles que buscam
a proteção de Deus!

Nenhum comentário:

Postar um comentário