Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH)

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Salmos 39 a 42 (dia 130)

Salmos 39

Sofrimento e confissão


1 Eu disse:
“Vou ter cuidado
com a minha maneira de viver
e não vou deixar que a minha língua
me faça pecar.
Enquanto os maus estiverem
em volta de mim,
não falarei nada.”

2 Fiquei calado, não disse uma palavra
nem mesmo a respeito de coisas boas.
Mas o meu sofrimento
piorou ainda mais,

3 e o meu coração ficou muito aflito.
Quanto mais eu pensava,
mais agoniado ficava.
Então comecei a perguntar:

4 “Ó Senhor Deus,
quanto tempo ainda vou viver?
Mostra-me como é passageira
a minha vida.
Quando é que vou morrer?”

5 Como é curta a vida que me deste!
Diante de ti, a duração
da minha vida não é nada.
De fato, o ser humano
é apenas um sopro.

6 Ele anda por aí como uma sombra.
Não adianta nada ele se esforçar;
ajunta riquezas, mas não sabe
quem vai ficar com elas.

7 E agora, Senhor, o que posso esperar?
A minha esperança está em ti.

8 Livra-me de todos os meus pecados
e não deixes que os tolos
zombem de mim.

9 Não falo, não digo nada,
pois foste tu
que me fizeste sofrer assim.

10 Senhor, para de me castigar,
pois estou quase morrendo
por causa das tuas chicotadas!

11 Tu nos repreendes
e assim nos castigas
por causa dos nossos pecados.
Tu destróis, como a traça,
aquilo que mais amamos.
De fato, o ser humano
é apenas um sopro!

12 Ó Senhor Deus, ouve a minha oração!
Escuta o meu pedido.
Não te cales quando choro.
Como todos os meus antepassados,
sou teu hóspede por pouco tempo.

13 Desvia de mim o teu olhar,
para que eu possa ter
um pouco de felicidade,
antes que eu vá embora
e não exista mais.



Salmos 40

Canção de louvor


1 Esperei com paciência
pela ajuda de Deus, o Senhor.
Ele me escutou e ouviu
o meu pedido de socorro.

2 Tirou-me de uma cova perigosa,
de um poço de lama.
Ele me pôs seguro
em cima de uma rocha
e firmou os meus passos.

3 Ele me ensinou a cantar
uma nova canção,
um hino de louvor ao nosso Deus.
Quando virem isso,
muitos temerão o Senhor
e nele porão a sua confiança.

4 Feliz aquele que confia
em Deus, o Senhor,
que não vai atrás dos ídolos,
nem se junta com os que adoram
falsos deuses!

5 Ó Senhor, nosso Deus,
tu tens feito grandes coisas
por nós.
Não há ninguém igual a ti.
Tu tens feito
muitos planos maravilhosos
para o nosso bem.
Ainda que eu quisesse,
não poderia falar de todos eles,
pois são tantos,
que não podem ser contados.

6 Tu não queres animais
oferecidos em sacrifício,
nem ofertas de cereais.
Não pediste que animais
fossem queimados inteiros
no altar,
nem exigiste sacrifícios oferecidos
para tirar pecados.
Pelo contrário, tu me deste ouvidos
para ouvir,

7 e por isso respondi: “Aqui estou;
as tuas instruções para mim
estão no Livro da Lei.

8 Eu tenho prazer em fazer
a tua vontade, ó meu Deus!
Guardo a tua lei no meu coração.”

9 Ó Senhor Deus,
na reunião de todo o teu povo,
eu contei a boa notícia
de que tu nos salvas.
Tu sabes que nunca vou parar
de anunciá-la.

10 Não tenho guardado para mim mesmo
a notícia da tua salvação.
Tenho sempre falado da tua fidelidade
e do teu poder salvador.
Nas reuniões de todo o teu povo,
não fiquei calado
a respeito do teu amor
e da tua fidelidade.

11 Ó Senhor Deus, eu sei que nunca
deixarás de ser bom para mim.
O teu amor e a tua fidelidade
sempre me guardarão seguro.



Oração pedindo ajuda

(=Salmo 70)


12 Estou rodeado
por muitas dificuldades,
tantas, que nem posso dizer
quantas são.
Fui apanhado
pelos meus próprios pecados
e quase não posso mais enxergar.
Tenho mais pecados
que cabelos na cabeça
e por isso estou muito desanimado.

13 Ó Senhor Deus, salva-me!
Ajuda-me agora.

14 Que sejam completamente
derrotados e humilhados
aqueles que me querem matar!
Que fujam, envergonhados,
aqueles que se alegram
com as minhas aflições!

15 Que caiam na desgraça
e fiquem cheios de confusão
aqueles que zombam de mim!

16 Que fiquem alegres e contentes
todos os que te adoram!
E que os que são gratos
pela tua ajuda digam sempre:
“Como o Senhor é grande!”

17 Eu sou pobre e necessitado,
mas tu, Senhor, cuidas de mim.
Tu és a minha ajuda
e o meu libertador;
não te demores em me socorrer,
ó meu Deus!



Salmos 41

Oração de um doente


1 Felizes são aqueles
que ajudam os pobres,
pois o Senhor Deus os ajudará
quando estiverem em dificuldades!

2 O Senhor os protegerá,
guardará a vida deles
e lhes dará felicidade
na Terra Prometida.
Ele não os abandonará
nas garras dos inimigos.

3 Quando estiverem doentes, de cama,
o Senhor os ajudará
e lhes dará saúde novamente.

4 Eu disse:
“Ó Senhor Deus, pequei contra ti.
Tem compaixão de mim e cura-me.”

5 Os meus inimigos falam mal de mim
e perguntam:
“Quando será que ele vai morrer
e ser esquecido?”

6 Se algum deles vem me visitar,
não fala com sinceridade
e ainda junta más notícias
a meu respeito,
para sair espalhando por aí afora.

7 Todos os que me odeiam
falam de mim, cochichando,
e pensam que o pior
vai me acontecer.

8 Eles dizem assim:
“Ele está muito mal mesmo
e não vai se levantar mais.”

9 Até o meu melhor amigo,
em quem eu tanto confiava,
aquele que tomava refeições comigo,
até ele se virou contra mim.

10 Ó Senhor Deus, tem compaixão de mim
e me dá saúde novamente
para que eu dê aos meus inimigos
o que merecem!

11 Eles não me vencerão,
e assim ficarei sabendo
que tu me aprovas.

12 Tu me ajudarás,
porque faço o que é direito
e me deixarás ficar para sempre
na tua presença.

13 Louvado seja o Senhor,
o Deus de Israel!
Louvado seja, agora e sempre!
Amém! Amém!



Salmos 42

Segundo livro

(Salmos 42—72)

Oração de um homem longe da Pátria


1 Assim como o corço deseja
as águas do ribeirão,
assim também eu quero estar
na tua presença, ó Deus!

2 Eu tenho sede de ti, o Deus vivo!
Quando poderei ir adorar
na tua presença?

3 Choro dia e noite,
e as lágrimas são o meu alimento.
Os meus inimigos estão sempre
me perguntando:
“Onde está o seu Deus?”

4 Quando penso no passado,
sinto dor no coração.
Eu lembro quando ia com a multidão
à casa de Deus.
Eu guiava o povo,
e todos íamos caminhando juntos,
felizes, cantando e louvando a Deus.

5 Por que estou tão triste?
Por que estou tão aflito?
Eu porei a minha esperança em Deus
e ainda o louvarei.
Ele é o meu Salvador e o meu Deus.

6-7 O meu coração está
profundamente abatido,
e por isso eu penso em Deus.
Assim como o mar agitado ruge,
e assim como as águas das cachoeiras
descem dos montes Hermom e Mizar
e correm com violência
até o rio Jordão,
assim são as ondas de tristeza
que o Senhor Deus mandou sobre mim.

8 Que ele me mostre durante o dia
o seu amor,
e assim de noite
eu cantarei uma canção,
uma oração ao Deus que me dá vida.

9 Pergunto a Deus, a minha rocha:
“Por que esqueceste de mim?
Por que tenho de viver sofrendo
por causa da maldade
dos meus inimigos?”

10 Até os meus ossos doem
quando os meus inimigos me ofendem,
perguntando todos os dias:
“Onde está o seu Deus?”

11 Por que estou tão triste?
Por que estou tão aflito?
Eu porei a minha esperança em Deus
e ainda o louvarei.
Ele é o meu Salvador e o meu Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário