Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH)

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Salmos 119 (versículos 1 a 64) (dia 150)

Salmos 119

Elogio à lei de Deus

1 Felizes são os que não podem
ser acusados de nada,
que vivem de acordo com a lei
de Deus, o Senhor!

2 Felizes os que guardam
os mandamentos de Deus
e lhe obedecem de todo o coração!

3 Felizes os que não praticam o mal,
os que andam nos caminhos de Deus!

4 Tu, ó Deus, nos deste as tuas leis
e mandaste que as cumpríssemos
fielmente.

5 Como desejo obedecer às tuas ordens
e cumpri-las com fidelidade!

6 Se eu der atenção
a todos os teus mandamentos,
não passarei vergonha.

7 Com um coração sincero eu te louvarei
à medida que for aprendendo
os teus justos ensinamentos.

8 Obedecerei às tuas leis;
peço-te que não me abandones nunca.



Guardo a tua palavra no meu coração

9 Como pode um jovem conservar pura
a sua vida?
É só obedecer aos teus mandamentos.

10 Eu procuro te servir de todo o coração;
não deixes que eu me desvie
dos teus mandamentos.

11 Guardo a tua palavra no meu coração
para não pecar contra ti.

12 Eu te louvo, ó Senhor Deus!
Ensina-me as tuas leis.

13 Costumo repetir em voz alta
todas as ordens que tens dado.

14 Fico mais alegre em seguir
os teus mandamentos
do que em ser muito rico.

15 Estudo as tuas leis
e examino os teus ensinamentos.

16 As tuas leis são o meu prazer;
não esqueço a tua palavra.



Quero conhecer a tua vontade

17 Senhor, trata com bondade
este teu servo,
para que eu possa continuar vivo
e obedecer à tua palavra!

18 Abre os meus olhos
para que eu possa ver
as verdades maravilhosas da tua lei.

19 Viverei poucos anos aqui na terra;
não escondas de mim
os teus mandamentos.

20 O meu coração sofre, ansioso,
pois, em todos os momentos,
quero conhecer a tua vontade.

21 Tu repreendes os orgulhosos;
os que se desviam dos teus mandamentos
são malditos.

22 Livra-me dos insultos
e das zombarias deles,
pois tenho obedecido
aos teus ensinamentos.

23 Mesmo que as autoridades se reúnam
e contra mim façam planos,
eu, que sou teu servo, meditarei
nas tuas leis.

24 Gosto de pensar nos teus ensinamentos;
eles são os meus conselheiros.



Ensina-me a tua lei

25 Estou derrotado e caído no chão;
de acordo com a tua promessa,
dá-me novas forças.

26 Contei tudo o que tenho feito,
e tu me respondeste;
ensina-me os teus mandamentos.

27 Ajuda-me a compreender as tuas leis,
e eu meditarei
nos teus maravilhosos ensinamentos.

28 É tanta a minha tristeza,
que estou me acabando;
dá-me forças, como prometeste.

29 Não me deixes seguir o caminho errado;
com a tua bondade, ensina-me a tua lei.

30 Eu escolhi o caminho da fidelidade
e tenho dado atenção às tuas ordens.

31 Ó Senhor Deus, tenho seguido
os teus ensinamentos;
não me deixes passar pela vergonha
do fracasso.

32 Eu me apresso em obedecer
aos teus mandamentos
porque assim tu me darás
mais entendimento.



Cumprirei a tua lei de todo o coração

33 Ó Senhor Deus, ensina-me a entender
as tuas leis,
e eu sempre as seguirei.

34 Dá-me entendimento para que eu possa
guardar a tua lei
e cumpri-la de todo o coração.

35 Guia-me pelo caminho
dos teus mandamentos,
pois neles encontro a felicidade.

36 Faze com que eu queira obedecer
aos teus ensinamentos,
em vez de querer ajuntar riquezas.

37 Não me deixes ficar pensando
em coisas sem valor;
sê bondoso para comigo, como prometeste.

38 Eu sou teu servo; cumpre a promessa
que me fizeste,
a promessa que fazes aos que te temem.

39 Livra-me dos insultos,
que me causam medo;
os teus julgamentos são bons.

40 Eu quero muito obedecer às tuas leis.
Conserva-me vivo, pois tu és justo.



Os teus mandamentos me trazem alegria

41 Ó Senhor Deus, mostra-me
o quanto me amas
e livra-me dos meus inimigos,
de acordo com a tua promessa!

42 Então saberei responder
aos que me insultam,
pois eu confio na tua palavra.

43 Ajuda-me a falar sempre a verdade,
pois a minha esperança
está nos teus julgamentos.

44 Todos os dias obedecerei à tua lei;
eu sempre a cumprirei.

45 Viverei à vontade, livre de perigos,
porque tenho procurado seguir
os teus ensinamentos.

46 Anunciarei aos reis as tuas ordens
e não ficarei envergonhado.

47 Os teus mandamentos me trazem alegria,
pois eu os amo.

48 Respeito e amo os teus mandamentos
e medito nas tuas leis.



A tua promessa tem sido a minha esperança

49 Lembra da promessa que fizeste a mim,
este teu servo,
a promessa que tem sido
a minha esperança.

50 No sofrimento, eu fui consolado
porque a tua promessa me deu vida.

51 Os orgulhosos estão sempre
zombando de mim,
mas eu não tenho me afastado da tua lei.

52 Eu lembro dos teus julgamentos
do passado,
e eles me confortam, ó Senhor.

53 Fico muito revoltado
quando vejo os maus quebrando a tua lei.

54 Na minha curta vida aqui na terra,
faço canções
sobre os teus mandamentos.

55 De noite, eu penso em ti,
ó Senhor Deus,
e medito na tua lei.

56 O meu dever nesta vida é este:
obedecer aos teus mandamentos.



Prometo obedecer às tuas leis

57 Tu, ó Senhor Deus, és tudo
o que eu tenho;
prometo obedecer às tuas leis.

58 De todo o coração, eu te peço:
tem misericórdia de mim,
como prometeste.

59 Tenho pensado na minha maneira de agir
e prometo seguir os teus ensinamentos.

60 Com toda a pressa e sem demora,
procuro obedecer aos teus mandamentos.

61 Os maus armaram uma armadilha
para me pegar,
mas eu não esqueço a tua lei.

62 Por causa dos teus ensinamentos justos,
eu me levanto no meio da noite
para te louvar.

63 Eu sou amigo de todos os que te temem,
de todos os que obedecem às tuas leis.

64 Ó Senhor Deus, a terra está cheia
do teu amor;
ensina-me os teus mandamentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário