Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH)

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Salmos 19 a 22 (dia 125)

Salmos 19

A glória de Deus revelada no céu e na lei


1 O céu anuncia a glória de Deus
e nos mostra aquilo
que as suas mãos fizeram.

2 Cada dia fala dessa glória
ao dia seguinte,
e cada noite repete isso
à outra noite.

3 Não há discurso nem palavras,
e não se ouve nenhum som.

4 No entanto, a voz do céu
se espalha pelo mundo inteiro,
e as suas palavras
alcançam a terra toda.
Deus armou no céu
uma barraca para o sol.

5 O sol sai dali todo alegre
como um noivo,
como um atleta ansioso
para entrar numa corrida.

6 O sol sai de um lado do céu
e vai até o outro lado;
nada pode se esconder do seu calor.

7 A lei do Senhor é perfeita
e nos dá novas forças.
Os seus conselhos merecem confiança
e dão sabedoria às pessoas simples.

8 Os ensinos do Senhor são certos
e alegram o coração.
Os seus ensinamentos são claros
e iluminam a nossa mente.

9 O temor ao Senhor é bom
e dura para sempre.
Os seus julgamentos são justos
e sempre se baseiam na verdade.

10 Os seus ensinos são mais preciosos
do que o ouro,
até mesmo do que muito ouro fino.
São mais doces do que o mel,
mais doces até do que o mel
mais puro.

11 Senhor, os teus ensinamentos
dão sabedoria a mim, teu servo,
e eu sou recompensado
quando lhes obedeço.

12 Quem pode ver os seus próprios erros?
Purifica-me, Senhor, das faltas
que cometo sem perceber.

13 Livra-me também dos pecados
que cometo por vontade própria;
não permitas que eles me dominem.
Assim serei uma pessoa direita
e ficarei livre do grave pecado
da desobediência a ti.

14 Que as minhas palavras
e os meus pensamentos
sejam aceitáveis a ti, ó Senhor Deus,
minha rocha e meu defensor!



Salmos 20

Oração pela vitória


1 Ó rei, que na hora da angústia
o Senhor Deus responda
à sua oração!
Que o Deus de Jacó o proteja!

2 Que, do seu Templo,
Deus lhe envie socorro,
e que, do monte Sião, ele o ajude!

3 Que Deus lembre
de todas as suas ofertas
e aceite com prazer os seus
sacrifícios queimados no altar!

4 Que Deus satisfaça
os seus desejos, ó rei,
e permita que todos os seus planos
deem certo!

5 Então daremos gritos de alegria
pelo seu triunfo
e, em louvor ao nosso Deus,
levantaremos as bandeiras
da vitória.
Que o Senhor atenda
todos os seus pedidos, ó rei!

6 Agora sei que o Senhor
dá a vitória
ao rei que ele escolheu.
Do seu santo céu, ele lhe responde
e, com o seu grande poder,
ele o torna vitorioso.

7 Alguns confiam
nos seus carros de guerra,
e outros, nos seus cavalos,
mas nós confiamos no poder
do Senhor, nosso Deus.

8 Eles tropeçarão e cairão,
mas nós nos levantaremos
e ficaremos firmes.

9 Ó Senhor Deus, dá a vitória ao rei!
Responde-nos
quando pedirmos a tua ajuda.



Salmos 21

Gratidão pela vitória


1 Ó Senhor Deus, o rei está muito feliz
porque lhe deste força;
está muito contente
porque o tornaste vitorioso.

2 Tu satisfizeste
os seus mais profundos desejos
e lhe deste o que ele pediu.

3 Tu o recebeste com bênçãos preciosas
e puseste uma coroa de ouro
na sua cabeça.

4 O rei pediu vida,
e tu lhe deste vida longa, sem fim.

5 A glória do rei é grande
porque tu o ajudaste.
Tu lhe deste majestade e fama.

6 As tuas bênçãos estão sobre ele
para sempre,
e a tua presença lhe dá
muita alegria.

7 O rei confia no Senhor,
o Deus Altíssimo;
e, por causa do amor do Senhor,
ele será rei para sempre.

8 O rei prenderá os seus inimigos;
com a sua força ele prenderá
todos os que o odeiam.

9 Ele aparecerá e os destruirá
como um fogo devorador.
Na sua ira,
o Senhor os devorará,
e o fogo acabará com eles.

10 Nenhum dos seus descendentes
ficará vivo;
o rei matará todos.

11 Os inimigos planejam maldades
e traições contra o rei,
porém não terão sucesso.

12 Ele atirará as suas flechas
contra eles
e os fará fugir.

13 Ó Senhor Deus, nós te louvaremos
por causa do teu poder;
nós cantaremos e louvaremos
a tua força.



Salmos 22

Angústia e louvor


1 Meu Deus, meu Deus,
por que me abandonaste?
Por que ficas tão longe?
Por que não escutas
quando grito pedindo socorro?

2 Meu Deus, durante o dia eu te chamo,
mas tu não respondes.
Eu te chamo de noite,
mas não consigo descansar.

3 Tu, porém, és santo
e, sentado no teu trono,
recebes os louvores do povo de Israel.

4 Os nossos antepassados puseram
a sua confiança em ti;
eles confiaram em ti, e tu os salvaste.

5 Eles te pediram ajuda
e escaparam do perigo;
confiaram em ti
e não ficaram desiludidos.

6 Eu não sou mais um ser humano;
sou um verme.
Todos zombam de mim e me desprezam.

7 Todos os que me veem caçoam de mim,
mostrando a língua
e balançando a cabeça.

8 Eles dizem:
“Você confiou em Deus, o Senhor;
então por que ele não o salva?
Se ele gosta de você,
por que não o ajuda?”

9 No entanto, ó Deus,
tu me trouxeste ao mundo
quando nasci
e, quando eu era uma criancinha,
tu me guardaste.

10 Desde o meu nascimento,
fui entregue aos teus cuidados;
desde que nasci,
tu tens sido o meu Deus.

11 Não te afastes de mim,
pois o sofrimento está perto,
e não há ninguém para me ajudar.

12 Como touros, muitos inimigos
me cercam;
todos eles estão em volta de mim,
como fortes touros da terra de Basã.

13 Como leões, abrem a boca,
rugem e se atiram contra mim.

14 Já não tenho mais forças;
sou como água derramada no chão.
Todos os meus ossos
estão fora do lugar;
o meu coração
é como cera derretida.

15 A minha garganta está seca
como o pó,
e a minha língua gruda
no céu da boca.
Tu me deixaste como morto no chão.

16 Um bando de marginais
está me cercando;
eles avançam contra mim
como cachorros
e rasgam as minhas mãos
e os meus pés.

17 Todos os meus ossos
podem ser contados.
Os meus inimigos me olham
e gostam do que veem.

18 Eles repartem entre si
as minhas roupas
e fazem sorteio da minha túnica.

19 Ó Senhor Deus,
não te afastes de mim!
Vem depressa me socorrer.

20 Salva-me da espada;
não deixes que esses cachorros
me matem.

21 Livra-me desses leões;
não consigo me defender
desses touros selvagens.

22 Então contarei à minha gente
o que tens feito;
na reunião do povo eu te louvarei,
dizendo:

23 “Louvem a Deus, o Senhor,
todos os que o temem.
Descendentes de Jacó,
prestem culto a Deus!
Povo de Israel,
adore o Senhor!

24 Ele não abandona os pobres,
nem esquece
dos seus sofrimentos.
Ele não se esconde deles,
mas responde
quando gritam por socorro.”

25 Na reunião de todo o povo,
ó Senhor,
eu te louvarei pelo que tens feito.
Na presença de todos
os que te temem,
oferecerei os sacrifícios
que prometi.

26 Os pobres comerão
da carne dos sacrifícios
e ficarão satisfeitos;
aqueles que adoram o Senhor
o louvarão.
Que sejam sempre prósperos
e felizes!

27 Todas as nações
lembrarão de Deus, o Senhor,
todos os povos da terra
se voltarão para ele,
e todas as raças o adorarão.

28 Pois o Senhor é Rei
e governa as nações.

29 Todos os orgulhosos se curvarão
na sua presença,
e o adorarão todos os mortais,
todos os que um dia vão morrer.

30 As pessoas dos tempos futuros
o servirão
e falarão às gerações seguintes
a respeito de Deus, o Senhor.

31 Os que ainda não nasceram
ouvirão falar do que ele fez:
“Deus salvou o seu povo!”

Nenhum comentário:

Postar um comentário